Gonzaguinha e o seu grito pela dignidade e apelo pelo respeito ao país e seus cidadãos

Por
Atualizado em: 22 de março de 2019

Luiz Gonzaga do Nascimento Júnior (1945), conhecido por Gonzaguinha, é cantor, compositor e filho do famoso “Rei do Baião”. Nascido no morro de São Carlos, no Estácio, Rio de Janeiro, transformava as dificuldades que enfrentava em sua vida em verdadeiras obras primas que são caracterizadas por uma postura de crítica à Ditadura Militar, consciência política e social. 

O carioca sempre demonstrou ser um artista a frente do seu tempo, demonstrando todo o seu talento nos seus primeiros acordes no violão acompanhados de belas estrofes.

As letras de suas músicas continuam sendo usadas como exemplo para relatar os momentos de dificuldades que vivemos, como por exemplo, a canção “É”, que faz um grito pela dignidade do povo brasileiro que quer saúde, respeito e faz um critica ao governo, “A gente não tem cara de panaca, A gente não tem jeito de babaca (…).”

O poeta exalta a vida como deveria ser, com alegria, liberdade, respeito, direito. Uma vida que, temos certeza, podemos construir juntos.

É
(Compositor: Luiz Gonzaga Jr/1988)
Intérprete: Gonzaguinha
É!
A gente quer valer o nosso amor
A gente quer valer nosso suor
A gente quer valer o nosso humor
A gente quer do bom e do melhor…
A gente quer carinho e atenção
A gente quer calor no coração
A gente quer suar, mas de prazer
A gente quer é ter muita saúde
A gente quer viver a liberdade
A gente quer viver felicidade…
É!
A gente não tem cara de panaca
A gente não tem jeito de babaca
A gente não está
Com a bunda exposta na janela
Prá passar a mão nela…
É!
A gente quer viver pleno direito
A gente quer viver todo respeito
A gente quer viver uma nação
A gente quer é ser um cidadão
A gente quer viver uma nação…
É! É! É! É! É! É! É!…
É!
A gente quer valer o nosso amor
A gente quer valer nosso suor
A gente quer valer o nosso humor
A gente quer do bom e do melhor…
A gente quer carinho e atenção
A gente quer calor no coração
A gente quer suar, mas de prazer
A gente quer é ter muita saúde
A gente quer viver a liberdade
A gente quer viver felicidade…
É!
A gente não tem cara de panaca
A gente não tem jeito de babaca
A gente não está
Com a bunda exposta na janela
Prá passar a mão nela…
É!
A gente quer viver pleno direito
A gente quer viver todo respeito
A gente quer viver uma nação
A gente quer é ser um cidadão
A gente quer viver uma nação
A gente quer é ser um cidadão
A gente quer viver uma nação
A gente quer é ser um cidadão
A gente quer viver uma nação…

Fonte: https://memoriasindical.com.br/

 

SEC ABC – Sindicato Trabalhando por Você!